SECÇÃO: Generalidades

Hábitos diários que podem prejudicar a nossa saúde oral

Diariamente há hábitos que, sem nos apercebermos, podem prejudicar bastante a nossa saúde oral, como por exemplo:

foto
• Hábito tabágico: todos temos a consciência que o hábito tabágico prejudica a nossa saúde em geral, mas o tabaco também prejudica (e muito) a nossa saúde oral.
Para além das manchas visíveis nos dentes (notam-se os dentes mais escuros), geralmente acompanhados por placa bacteriana e tártaro, o tabaco tem outros efeitos menos percetíveis mas muito mais preocupantes e prejudiciais à saúde oral, como:

1. Pode provocar problemas periodontais (problemas no osso de suporte aos nossos dentes), que, com o tempo vai diminuindo (recessão óssea), podendo levar a mobilidade dos dentes, e fazer com que estes acabem por cair;
2. Pode provocar problemas gengivais (gengivites – inflamação das gengivas) que podem levar a dor, supuração (pús), e, por fim, problemas periodontais (osso);
3. A inalação de fumos e a sucção do fumo podem levar a feridas e à proliferação de células não controladas pelo organismo (neoplasias), que podem ser benignas ou malignas. O TABACO É UM DOS PRINCIPAIS CAUSADORES DO CANCRO ORAL.

Mas existem outros hábitos, alguns deles feitos de forma inconsciente, menos prejudiciais do que o tabaco, que também prejudicam a nossa saúde oral tais como:

• Consumo excessivo de alimentos ácidos, nomeadamente citrinos (sumos ou própria fruta): para além de poderem causar erosão do esmalte dentário (desmineralização), podem também irritar os tecidos moles (mucosa), levando ao aparecimento de lesões aftosas (aftas);
• O consumo excessivo de açúcares: os açúcares, quer em doces, quer em sumos, são prejudiciais à nossa saúde em geral, mas afetam particularmente os nossos dentes. Caso não haja uma boa higiene oral, o consumo de alimentos ou refrigerantes com açúcar tornam o ambiente na flora/cavidade oral mais propício a aparecimento de cáries;
• Roer as unhas, morder lápis, usar os dentes para abrir embalagens ou garrafas, usar dentes para partir nozes, mastigar cubos de gelo, comer ou roer alimentos extremamente duros (como por exemplo ossos), aumentam o risco de fratura dos mesmos.

Por fim, devemos sempre salientar que uma boa higiene oral contribui para uma melhor qualidade de vida. Mas a tentativa de fazer uma boa higiene oral (lavar os dentes 2 a 3 vezes por dia) muitas vezes não resulta, caso haja uma má escovagem (escovas demasiado duras ou escovagem feita com muita força), que podem levar a desgaste dentário (abrasão dentária) ou trauma dos tecidos moles (gengivas).

Se algum destes hábitos lhe é familiar, tente mudar, a sua boca agradece!!!!!

E recorde: Ter Saúde Oral é ter melhor Qualidade de Vida! Ganhe Saúde, cuide da Sua boca!

foto
Dr. Miguel Coutinho
www.miguelcoutinho.pt
968 096 996

Email do Jornal: jornal@oconquistador.com
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.
Dom DigitalProduzido por ardina.com,
um produto da Dom Digital.