Arquivo: Edição de 16-06-2006

SECÇÃO: Região

Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais

Em conferência de imprensa realizada no dia 30 de Maio do corrente ano, no Salão Nobre dos Paços do concelho de Guimarães, o Governador Civil de Braga, Dr. Fernando Moniz, apresentou os dados de um estudo de opinião sobre o que pensam as pessoas do distrito de Braga e do concelho de Guimarães em relação aos incêndios florestais, suas causas, prevenção e combate.
Na mesma conferência o Governador Civil apresentou acções que se levam a efeito no distrito de Braga e ainda o apelo a toda população no combate aos incêndios.

foto
O conjunto dos incêndios florestais constitui uma catástrofe nacional que se tem agravado ciclicamente. Os incêndios florestais ameaçam a floresta, empobrecem o país, deprimem o estado de alma dos portugueses, são um atentado ao nosso sistema ambiental e comprometem a sustentabilidade económica e social do território nacional.
Nos últimos 25 anos em Portugal ardeu uma área florestal da dimensão de todo o território belga. No distrito de Braga, no ano passado arderam 18.682 hectares, num total de 5.279 incêndios, disse o Governador Civil.
foto
Destacando a importância e o valor dos Bombeiros Voluntários, Fernando Moniz disse que na prevenção e combate aos fogos florestais, eles são homens e mulheres de acção e os principais responsáveis e agentes executores das tarefas de socorro e de protecção civil que merecem o reconhecimento e carinho de todos.
O estudo de opinião efectuado revela alguns dados curiosos:
• Apenas 4,6% dos inquiridos conhecem o 117, número de telefone para o qual devem ligar em caso de incêndio;
• Quase 30% não toma qualquer iniciativa ao encontrar um incêndio sem estar combatido;
• Falta de limpeza das matas, fogo posto e falta de civismo são as três principais causas indicadas como causadoras de incêndios;
• A maioria defende que a competência da coordenação e prevenção dos incêndios florestais se deve efectuar a nível distrital;
• A intervenção ao nível da freguesia é defendida por quase todos;
O facto de quase todos desconhecerem o 117 como número de alerta de incêndios, leva o Governo Civil do distrito a centrar alguns elementos do Plano na divulgação deste número; o facto de um número elevado de cidadãos nada fazer perante um incêndio não combatido, leva a desenvolver uma campanha de apelo cívico a que todos participem. Aliás, em total sintonia com a campanha nacional: “Portugal sem fogos depende de todos”.

Email do Jornal: jornal@oconquistador.com
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.
Dom DigitalProduzido por ardina.com,
um produto da Dom Digital.