Arquivo: Edição de 10-02-2006

SECÇÃO: Região

Projecto Despertar

foto
O Projecto Despertar, promovido pela Câmara Municipal de Guimarães e em execução pela Sol do Ave – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Vale do Ave, apresentou, no passado dia 27 de Janeiro, em reunião de Conselho de Parceiros, o Plano de Actividades para o ano 2006.
Trata-se de um projecto de intervenção social, em curso no Concelho de Guimarães, ao abrigo do Programa Progride – Medida 1 e que, durante os próximos 4 anos, intervirá junto da população com perfil social desfavorecido e residente em territórios simbólica ou fisicamente distantes dos recursos fundamentais.
Mais concretamente, são as seguintes as suas acções e principais actividades:
Emprego: Serviço Móvel de Emprego, onde terá lugar o atendimento personalizado e o apoio na procura activa de emprego e/ou na criação do próprio emprego; a disponibilização de ofertas de emprego e formação profissional; a realização de balanços de competências e o apoio aos processos de inserção no mercado de trabalho.
Infância: Ludoteca Itinerante e sua dinamização com base em recursos lúdico-pedagógicos (jogos, biblioteca, computadores) e ateliês de animação. Acresce, ainda, o desenvolvimento de programas de competências parentais no âmbito da articulação com as famílias das crianças envolvidas.
Juventude: Gabinete de Apoio ao Jovem com um carácter itinerante; actividades de promoção da educação para a saúde e prevenção de comportamentos de risco; workshops de opções profissionais; orientação vocacional; apoio ao associativismo juvenil, animação sociocultural e dinamização de uma rede de voluntariado jovem.
Rede de Voluntariado Sénior: Criação de uma base de dados, onde constarão as ofertas de voluntariado, assim como, os pedidos das entidades locais; e edição do Guia de Apoio ao Voluntário.
Atendimento e acompanhamento social à população: Acompanhamento e orientação individual dos destinatários das restantes acções do Projecto, apoiando-os na resolução de problemas de âmbito social. Um trabalho que será complementado pela criação de uma Linha Verde de apoio à população em geral.
Enquanto elo de ligação entre as diferentes acções, cabe ainda a esta acção a dinamização de um Observatório Social que possibilitará a existência de uma base de dados com informação sistemática e actualizada sobre as problemáticas sociais do Concelho.
O conjunto destas cinco acções reúne em seu torno um grupo de entidades que integram o Conselho de Parceiros e, no âmbito das suas competências, colaboram activamente no desenvolvimento do Projecto: além da Câmara Municipal de Guimarães e da Sol do Ave, entidades promotora e executora, respectivamente, conta com a Associação Comercial e Industrial de Guimarães, a Associação para o Desenvolvimento das Comunidades Locais, a Casa do Povo de Briteiros, a Casfig, E.M., o Centro de Atendimento a Toxicodependentes, o Centro Distrital de Solidariedade e Segurança Social de Braga, o Centro de Saúde de Guimarães, a Fraterna e a Fundação Stela e Oswaldo Bomfim.

Email do Jornal: jornal@oconquistador.com
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.
Dom DigitalProduzido por ardina.com,
um produto da Dom Digital.