Arquivo: Edição de 09-06-2005

SECÇÃO: Informação Religiosa

foto
Força da Eucaristia faz mover o Papa

Bento XVI saiu por duas vezes do Vaticano, na semana que passou, para falar ao mundo da força da Eucaristia. O Papa disse, logo na primeira mensagem do seu pontificado, que a Eucaristia era o "coração da vida cristã e fonte da missão evangelizadora da Igreja", assegurando que seria o centro da sua missão.
A primeira viagem de Bento XVI aconteceu no Ano especial dedicado à Eucaristia e teve como objectivo encerrar o Congresso Eucarístico Nacional italiano, na cidade de Bari. Milhares de peregrinos juntaram-se no passado Domingo para ouvir o Papa defender que "participar na Missa dominical e alimentar-se do pão eucarístico é uma necessidade para o cristão, que pode assim encontrar a energia necessária para o caminho a percorrer".
Na sua homilia, Bento XVI recordou o tema do XXIV Congresso Eucarístico realizado em Itália - "Sem o Domingo não podemos viver" -, para destacar a centralidade do Dia do Senhor. "Espiritualmente, o mundo em que vivemos, marcado pelo consumismo desenfreado, pela indiferença religiosa, pelo secularismo fechado à transcendência, pode parecer um deserto", alertou, para pedir que os cristãos encontrem na participação na Eucaristia a motivação necessária para um "novo compromisso no anúncio de Cristo ao mundo, fonte de Paz".

Pelas ruas do mundo
foto
A Solenidade litúrgica do Corpo e Sangue de Cristo levou procissões eucarísticas a ruas de todo o mundo, num gesto pleno de significado que foi sublinhado por Bento XVI. O Papa presidiu às cerimónias deste dia e saiu, ele próprio, às ruas de Roma para salientar a importâncias destas procissões, que classificou como "uma bênção grande e pública".
"Nós levamos Cristo sob a forma de Pão, pelas ruas da nossa cidade. Nós confiamos estas ruas, estas casas - a nossa vida quotidiana - à sua bondade", destacou.
Bento XVI reafirmou que a verdadeira meta do caminho do homem é a comunhão com Deus e convidou todos os homens a irem pelas ruas do mundo, levando o Evangelho a todas as nações, partilhando o amor de Deus com os homens de todos os tempos.
Este mandato é considerado pelo Papa como uma resposta ao pedido do próprio Jesus Cristo: "Ide por todo o mundo, anunciai a Boa Nova". Nesse sentido, Bento XVI declarou que no sacramento da Eucaristia, "o Senhor está sempre a caminho para o mundo".
O Papa explicou que não se pode "comer" o Ressuscitado "como um simples pedaço de pão". "Comer este pão é comungar, é entrar em comunhão com a pessoa do Senhor vivo. Adoração e procissão fazem parte de um único gesto de comunhão, respondem ao Seu mandato: ‘Tomai e comei’", apontou.
A procissão terminou na Basílica de Santa Maria Maior, continuando uma tradição particularmente querida por João Paulo II. "Maria, a Mãe do Senhor, ensina-nos realmente o que é entrar em comunhão com Cristo: Maria ofereceu a sua própria carne, o seu próprio sangue a Jesus e tornou-se em tenda viva do Verbo, deixando-se penetrar no corpo e no espírito pela Sua presença", indicou Bento XVI.
Sacramento
da Unidade
O Papa reafirmou outra das ideias-chave do seu pontificado: o compromisso em favor da plena unidade dos Cristãos. Na primeira viagem do Papa fora do Vaticano, Bento XVI falou da Eucaristia como "sacramento de unidade".
"Infelizmente os cristãos estão divididos. É por isso que aqui em Bari - cidade que guarda as relíquias de S. Nicolau, terra de encontro e diálogo com os irmãos cristãos do Oriente - gostaria de reafirmar a minha vontade de assumir como empenho fundamental: o de trabalhar com todas as energias, a favor da reconstituição da unidade plena e visível de todos os seguidores de Cristo", declarou.
Bento XVI confirma, assim, a sua intenção de prosseguir no caminho aberto por João Paulo II. "Para reunir os cristãos, estou consciente de que as manifestações de bons sentimentos não chegam. São necessários gestos concretos que penetrem nas almas e comovam as consciências", vincou.
O Papa pediu a todos os fiéis para "seguirem com decisão o caminho do ecumenismo espiritual, para que, através da oração, abram as portas ao Espírito Santo".

Email do Jornal: jornal@oconquistador.com
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.
Dom DigitalProduzido por ardina.com,
um produto da Dom Digital.