Arquivo: Edição de 13-05-2005

SECÇÃO: Generalidades

Semana da Vida de 2005

foto
“Respeita o outro, diz não à violência”

Realiza-se, de 22 a 25 de Maio a Semana da Vida.
Em comunicado dirigido aos agentes de Pastoral o Padre Pedro Monteiro, director do Secretariado Nacional da Pastoral Familiar apela ao empenho de todos em aplicar todas as capacidades imaginativas no desenvolvimento da ampla temática proposta, que é como se segue:
1. A violência dentro da Família
1.1. Violência conjugal
1.2. Violência dos pais nos filhos
1.3. Violência entre irmãos
1.4. Violência do aborto e da eutanásia
1.5. Violência do abandono das crianças e dos idosos

2. A violência nos domínios legislativo, económico e fiscal
2.1. As leis que não apoiam a família
2.2. Leis da emigração
2.3. As políticas económicas e a Família
2.4. Determinadas medidas fiscais induzem cônjuges a optarem por uma separação legal (apenas teórica) para não perderem privilégios fiscais...
2.5. Protecção aos casais em união de facto no IRS

3. A violência no âmbito laboral
3.1. Trabalho infantil
3.2. A angústia do desemprego e a facilidade com que se encerram postos de trabalho sem respeito pela dignidade humana do trabalhador
3.3. As reformas de miséria que não permitem viver com dignidade
3.4 Dificuldades de contrato a mulheres em idade de fecundidade ou grávidas
3.5. Assédio sexual de patrões e quadros para garantir emprego e benefícios
3.6. Linguagem torpe e suja nos lugares de trabalho
3.7. Ausência de condições de locais de trabalho
3.8. Trabalhos demasiado prolongados sem intervalos para descansar
3.9. Idosos com trabalhos agrícolas duros de mais para a idade, para sobreviver
3.10. O desconforto da posição do corpo, horas seguidas, no atendimento ou trabalho

4. A violência dos Meios de Comunicação Social
4.1. Programas da TV com violência a qualquer momento
4.2 Programas para crianças com os heróis da violência
4.3. Pornografia acessível nos quiosques à porta das escolas
4.4. A insolência no expor a discordância, sem respeito nem dignidade
4.5. O atirar com as pessoas para verdadeiro julgamento na praça pública
4.6. A falta de respeito pela privacidade e mundo íntimo das pessoas
4.7. A linguagem a atitudes escabrosas de programas televisivos
4.8. Primado do sensacionalismo, em detrimento do conveniente e do razoável

5. A violência na convivência social
5.1. Primazia do individualismo e egoísmo (“cada qual que se arrange”)
5.2. A falta de respeito pelas normas do trânsito… e na condução…
5.3. O passar à frente e o atropelo nas listas de espera
5.4. A falta de limpeza e de higiene nos lugares públicos
5.5. Insegurança nas ruas e ameaças contínuas de assalto por esticão
5.6. Palavrões sujos na TV, nos espectáculos, na rua, nos lugares de trabalho
5.7 Abuso de autoridade e desrespeito total da mesma
5.8. Frequência do crime que chega até ao violento
5.9. Desrespeito pela propriedade alheia

6. A violência no âmbito escolar
6.1. Ausência de uma educação para a compreensão da diferença e da tolerância
6.2. Valorização excessiva do espírito competitivo
6.3. Facilidade no recurso a meios extremos (fechar portas a cadeado, greves, manifestações menos educados ou até insolentes) para obter fins às vezes pouco transparentes ou duvidosos
6.4. Violência de professores em relação a alunos
6.5. Violência de alunos em relação a professores, pessoal não docente e colegas
6.6. Alheamento e por vezes apoio dos pais em relação à indisciplina dos filhos
6.7. Indiferença das escolas em relação a estas situações
6.8. Resignação dos professores incapazes de manter disciplina nas aulas

Email do Jornal: jornal@oconquistador.com
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.
Dom DigitalProduzido por ardina.com,
um produto da Dom Digital.