Arquivo: Edição de 20-12-2019

SECÇÃO: Região

O futuro d’ O CONQUISTADOR

Partindo da mensagem do Papa Francisco, para o 53º Dia Mundial das Comunicações Sociais (2019), apraz-me a expressão usada no final do seu discurso: «A própria Igreja é uma rede, onde a união não se baseia nos gostos-“like”, mas na verdade, no “Ámen” com que cada um adere ao Corpo de Cristo, acolhendo os outros». Que bela expressão esta: passar do “like” para o Ámen!
Na verdade, hoje o cristianismo atravessa uma crise de identidade diante do pluralismo cultural que marca o nosso tempo. O cristianismo parece dissolver-se no meio de religiosidades, onde cada um constrói a sua própria religião, acrescentando às suas convicções cristãs muitos outros elementos espirituais. Neste fosso entre uma adesão intelectual e a adesão eclesial, é preciso reconhecer que não basta uma adesão intelectual, mas também uma adesão eclesial: é a comunidade, onde partilhamos a fé com os outros cristãos, o local privilegiado para encontrarmos Jesus, e não no sentimentalismo promovido pelo espiritualismo digital.
Posto isto, o nosso jornal O CONQUISTADOR nasceu com esse intuito: de «informar» a comunidade sobre os eventos que se realizam, e «formar» a comunidade para uma correta doutrina cristã, acompanhando assim a evolução dos tempos.
Diante dos desafios que se colocam com o emergir das redes sociais e os custos elevados na impressão do jornal, para o novo ano, queremos olhar o futuro do nosso jornal tomando uma posição: renovar, mantendo a fidelidade ao seu passado, mas, que responda às exigências do presente ou encerrar para não tornar os encargos insuportáveis?
Porque somos comunidade, gostaríamos que o caro leitor também se sentisse parte integrante deste projeto. Para tal, gostaríamos que nos enviasse algumas sugestões, até ao dia 4 de Janeiro por correio digital ou normal, de modo a podermos produzir um jornal que possa ir de encontro aos anseios e expectativas de todos. Nesse sentido, lançamos algumas perguntas:
1. Deve continuar a impressão em papel ou procurar outros meios?
2. Que tipo de conteúdos gostaria de ver desenvolvidos?
3. O que devemos melhorar? Como podemos fazê-lo?
4. Como tornar o projecto auto-sustentável?
5. Este jornal deve ser renovado e continuar, ou encerrar?

Para terminar, dizia-nos S. Francisco de Sales que «o bem não faz barulho e o barulho não faz bem». É este o grande propósito que apenas desejamos alcançar: comunicar o bem que fazemos por via deste jornal, para que este bem possa fazer barulho no coração de muitos e, assim, incentivá-los à descoberta de um bem maior (Deus).

A todos os nossos leitores, colaboradores e amigos desejamos
um Santo Natal e um próspero Ano Novo

padre Paulino Carvalho

Email do Jornal: jornal@oconquistador.com
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.
Dom DigitalProduzido por ardina.com,
um produto da Dom Digital.