SECÇÃO: Região

Homenagem
Monsenhor José Maria Lima de Carvalho

O presidente da Câmara Municipal de Guimarães, dr. Domingos Bragança, a diretora do Museu Alberto Sampaio e do Paço dos Duques, drª Isabel Fernandes e o pároco de Nossa Senhora da Oliveira, padre Paulino Carvalho, promoveram, no passado dia 14 deste mês, a sessão pública de homenagem a monsenhor José Maria Lima de Carvalho, naquele que foi também dia do seu aniversário natalício.

foto
A sessão teve lugar no Paço dos Duques de Bragança e contou com a participação de representantes de entidades e instituições da cidade e do concelho; familiares e amigos do homenageado, bem como a participação de alguns dos seus condiscípulos e, ainda, o grupo Ensemble Cant’Arte e o Orfeão de Guimarães, dirigidos pelo professor José Carlos Azevedo. A sessão abriu e encerrou com momentos musicais de rara beleza interpretados pelo Grupo e pelo Orfeão de Guimarães, respetivamente.
O Vitória Sport Clube de Guimarães e o Corpo Nacional de Escutas aproveitaram a oportunidade para manifestar - e surpreender o homenageado - o seu reconhecimento e agradecimento para com monsenhor José Maria. O presidente do VSC e o padre José Antunes, presidente da assembleia geral, foram portadores de uma lembrança, bem como da distinção de sócio honorário do VSC , votado em assembleia geral.
Por sua vez o Chefe Nacional, Ivo Faria, foi o porta voz do CNE para, publicamente, apresentar o reconhecimento e agradecimento do Corpo Nacional de Escutas. Coube, assim, a Ernesto Machado, Chefe do Núcleo do CNE de Guimarães, entregar a monsenhor José Maria Lima de Carvalho a Medalha de Agradecimento, 1ª classe, ouro.
foto
A Junta de Núcleo de Guimarães do Corpo Nacional de Escutas desejava, desde 1995, encontrar um espaço permanente para a realização de atividades escutistas. Esse sonho foi apenas alcançado em 2011 quando, a medo, nos dirigimos ao Monsenhor José Maria Lima de Carvalho, Prior da Colegiada de Nossa Senhora da Oliveira de Guimarães. Pedir a cedência do Campo de Férias Paulo Mexia foi ousadia nossa, mas o gesto magnânimo, generoso, altruísta, visionário foi do Monsenhor José Maria. Um gesto, vamos realizando, apenas ao alcance de quem está verdadeiramente ao serviço e se limita a gerir bem o que lhe foi confiado. O Monsenhor José Maria Lima de Carvalho, enquanto presidente da Fábrica da Igreja de Nossa Senhora da Oliveira, foi, assim, o principal responsável pela cedência por 50 anos do Campo de Férias Paulo Mexia ao Corpo Nacional de Escutas. Sem ele, não teriam sido possíveis tantas e tantas atividades escutistas e não escutistas nestes oito anos de existência do Penha - Centro Escutista de Guimarães. O Monsenhor tem recusado homenagens e agradecimentos ao longo destes anos. Entendemos, contudo, e numa altura em que celebra 60 anos de sacerdócio, ser o tempo de lhe agradecer formalmente o contributo absolutamente fundamental que teve neste processo, propondo que lhe seja atribuída a Medalha de Agradecimento 1ª classe (ouro).

A sessão prosseguiu com a intervenção do padre Paulino Carvalho, pároco de Nossa Senhora da Oliveira; da drª Isabel; do senhor arcebispo primaz, D. Jorge Ortiga e do presidente da Câmara Municipal de Guimarães, dr. Domingos Bragança.
Nas palavras dirigidas por cada um dos intervenientes encontrámos um denominador comum: monsenhor José Maria Lima de Carvalho é um Homem simples, culto, capaz de criar laços para a vida e de serviço à Igreja e à cidade de Guimarães.
foto
Após a intervenção do presidente da Câmara que anunciou para memória futura, “uma marca distintiva de Guimarães”, relativa ao homenageado, os promotores entregaram a pintura da autoria do professor Vasco Carneiro. Trata-se de uma aguarela de Nossa Senhora da Oliveira, original e gentilmente oferecida pelo professor Vasco.
Monsenhor José Maria foi o último a intervir na sessão e fê-lo emocionado e reconhecido. Das muitas memórias que guarda apresentou uma breve retrospetiva desde a sua chegada à cidade de Guimarães, em meados do século XX.
Tão longo o caminho na perseverante construção de sonhos que deixa marcas que o tempo não apagará.
Caso para dizer que a sessão do dia 14 de outubro de 2019 foi uma amostra da capacidade de diálogo, encontro, reconhecimento carinho e respeito.
Monsenhor José Maria Lima de Carvalho, um Homem, o sacerdote capaz de (re)criar laços, pontes, caminhos de encontro. Já agora, de Esperança!

Conceição Silva


Email do Jornal: jornal@oconquistador.com
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.
Dom DigitalProduzido por ardina.com,
um produto da Dom Digital.