Arquivo: Edição de 22-03-2019

SECÇÃO: Informação Religiosa

24 horas para o Senhor

igreja da Colegiada de Nossa Senhora da Oliveira 29/30 de março
No itinerário para a celebração do Mistério Pascal de Jesus, com toda a visibilidade litúrgica no Tríduo Pascal – Quinta, Sexta-Feira Santa e Vigília Pascal - para além das práticas de penitência consubstanciadas no 4.º mandamento da Santa Igreja, o Papa Francisco propõe, desde há anos, 24 horas para o Senhor.
E, dizia ele em 2017, “um encontro alegre com a misericórdia do Pai, que a todos acolhe e perdoa”. Por isso, ele propõe que em todas as dioceses do mundo, as igrejas se abram para tal encontro que ocasione momentos de arrependimento, de perdão, de verdadeira conversão e em que seja possível também celebrar o sacramento da reconciliação.
A parábola do filho pródigo (Lucas 15, 11-32) e o episódio da mulher adúltera (João 8, 1-11), palavra de salvação, proposta respetivamente para o 4º e 5º domingo da quaresma deste ano, constituem motivo forte de graça para acolher o desejo do Sumo Pontífice. Como é reconfortante experimentar a ternura do Pai que esquece o comportamento inqualificável do filho, que se degenerou e vilipendiou o seu nome, e manda fazer festa pelo seu regresso à vida! E como é consolador também saber que Jesus está sempre no lugar certo à espera dum gesto, dum sentimento, dum propósito de mudança, mesmo no meio das circunstâncias mais adversas, como aconteceu com a mulher apanhada em flagrante adultério!
A cada momento, no silêncio do sacrário ou aproveitando a graça do Santíssimo exposto à adoração dos fiéis, como é o caso das 24 horas para o Senhor, à medida que o crente se deixa envolver por este cenário admirável da fé, sentirá que uma torrente de água viva o transporta, purificado, no caminho que o leva, segundo a promessa, à contemplação face a face de Deus.
Os judeus crentes, todos os anos, celebram a páscoa, a noite em que o Senhor, prodigiosamente, libertou Israel da escravatura do Egito. Os cristãos celebram a Páscoa, a aurora em que Jesus, ressuscitando, nos libertou da morte do pecado e nos atrai para a verdadeira vida. A prática que o Santo Padre propõe parece mesmo fruto de inspiração divina para a redescoberta do sentido da quaresma – caminho para a Páscoa
A igreja da Colegiada de Nossa Senhora da Oliveira estará aberta
desde as 19.00 horas do dia 29 até às 19.00 horas do dia
30 de março para celebrar as 24 horas para o Senhor.

Mons. José Maria

Email do Jornal: jornal@oconquistador.com
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.
Dom DigitalProduzido por ardina.com,
um produto da Dom Digital.