Arquivo: Edição de 14-11-2014

SECÇÃO: Região

37 anos de atividade
A CERCIGUI mostra-se à Comunidade

foto
Quis a direção da Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados do concelho de Guimarães CERCIGUI estabelecer o dia sete de novembro como o dia da instituição, porque foi este o dia do mês em que ela arrancou após “três anos de inúmeros encontros, resoluções, antecipações e também desilusões”.
A grande parte dos vimaranenses terão uma visão tão superficial da CERCIGUI que não passa da constatação da passagem pelas ruas de alguns pequenos grupos de cidadãos, adolescentes ou de maioridade, sós ou acompanhados por algum monitor. Quem teve o privilégio de participar ou assistir aos atos comemorativos do 37.° aniversário ter-se-á encontrado na presença, por muitos títulos, relevante. Relevante porque terá ficado a saber que são cerca de 600 as pessoas atingidas pela dinâmica da instituição; que o número de profissionais dos diversos quadros já chegou à centena. A somar a este Corpo, o número de famílias, associados, amigos, fornecedores e patrocinadores a conclusão é de que a instituição confere a Guimarães uma relevância verdadeiramente notável. E rica também, pois que, aceitando o lema dos mais diretos responsáveis “onde alguns veem diferenças nós vemos TALENTOS”, todo o investimento material e afetivo manifesta, mesmo humanamente falando, um ganho espetacular.
O primeiro ato das comemorações aconteceu na igreja da Colegiada. Desde logo, a presença do Município com o presidente da Câmara e quase todo o executivo e outros vereadores, como raras vezes acontece, era sinal evidente do valor da grande família em festa. Depois, a animação do ato litúrgico perfeitamente equilibrada e a propósito: o coro e o agrupamento de escuteiros, todos clientes da CERCIGUI; a ordem e participação ativa na celebração faziam crer que se estava vivendo um acontecimento festivo da maior exigência. Se outras razões não houvesse, este facto bastaria para afirmar peremptoriamente que a CERCI de Guimarães é assistida por profissionais que têm consciência, nos processos educativos, da dimensão integral dos educandos e formandos.
Presidiu à celebração o dom prior da Colegiada que, para além, de algumas considerações doutrinais adequadas às características da assembleia, entendeu por bem complementar a comunhão eucarística com uma bênção simples àqueles que, quase todos por motivos óbvios, não puderam comungar.
O segundo ato decorreu no Paço dos Duques com um almoço festivo. Mas festivo mesmo: foi concebido, preparado e vivido como se se tratasse, como era o caso, de grande acontecimento. A festa prolongou-se com expressões de alegria contagiante, pela música e pelas danças, à volta do bolo de aniversário. E, pela voz do presidente da direção, dr Rui Leite, da vereadora dra. Paula Oliveira e do dr Rui Barreira, diretor do Centro Distrital de Segurança Social de Braga, engrossou a tónica de que a CERCIGUI é grande, é imprescindível e é credora do interesse e do empenho de todos os responsáveis.
São múltiplas as respostas da CERCI de Guimarães: Centro Ocupacional, 85 crianças; Serviço de Apoio Domiciliário, 17 clientes e suas famílias; Centro de Reabilitação e Formação Profissional, 87 formandos; Centro de recursos local, com apoio a 70 clientes/ano; Centro de Atividades Ocupacionais I, na vila de S. João de Ponte, 48 clientes; Centro de Atividades Ocupacionais II/Sede, 49 clientes; Lar Residencial/Rendufe; Centro de Recursos para a Inclusão; Serviço contínuo a 16 Agrupamentos de escolas nos concelhos de Guimarães e Vizela, num total de 180 clientes apoiados; Lar Residencial II/Ponte, 21 clientes.
Em março de 2011, a CERCIGUI obteve o certificado da qualidade equass assurance; em dezembro de 2014 alcança a meta tão desejada por todos, que é a marca de excelência.

Lima de Carvalho

Email do Jornal: jornal@oconquistador.com
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.
Dom DigitalProduzido por ardina.com,
um produto da Dom Digital.