Arquivo: Edição de 14-11-2014

SECÇÃO: Região

Núcleo de Guimarães encerra as celebrações dos 90 anos reunido em Seminário

Com a realização do Seminário “Visões FÁCEIS” o núcleo de Guimarães do Corpo Nacional de Escutas deu por encerradas as comemorações do seu 90º aniversário. Os quase 200 participantes registados reuniram-se no Centro Cultural Vila Flor no passado dia 25 de outubro para, juntamente com oradores convidados, refletirem e lançarem pistas para os próximos 10 anos, a caminho do centenário do escutismo.
“Visões FÁCEIS” foi o mote lançado pela equipa organizadora cujo responsável, o chefe de núcleo adjunto, Alexandre Novais, justificou como sendo a forma encontrada para trazer ao de cima a validade e actualidade do método escutista para os jovens de hoje. O Seminário iniciou com a sessão solene de abertura, com uma mesa de honra presidida por D. Francisco Senra, Bispo auxiliar de Braga, e constituída pelo presidente da Câmara Municipal de Guimarães, dr. Domingos Bragança, pelo Secretário Internacional do CNE, Joaquim Freitas, pelo Chefe Regional adjunto, Pedro Santos e pelo Chefe de Núcleo de Guimarães, Miguel Salgado.
Na sessão de abertura, também, tivemos o prazer de ouvir o testemunho do Chefe Rato Lino, mais conhecido por Águia da Beira, que fez parte da Junta de Núcleo de Guimarães nos anos 60 do século passado. Falou-nos do porquê de ser escuteiro e interpelou-nos sobre o nosso porquê, concluindo que para ele foi assim porque crê que Deus tinha esse plano para a sua vida e ele, por mais que tentasse fugir, acabava sempre ao serviço no escutismo nos vários locais onde viveu.
FÁCEIS, explicou o Alexandre Novais, é o acrónimo para as 6 áreas que constituem o cerne do método escutista. Na área Física esteve presente o eng. Pedro Coelho Lima, vice-presidente do Vitória Sport Clube, que refletiu sobre os jovens e a gestão das suas expectativas e frustrações; na área Afectiva palestrou a dra. Marta Soares, psicóloga e professora que nos ajudou a compreender melhor as problemáticas dos jovens; na área do Carácter tivemos a participação do dr. António Magalhães, historiador, que centrou a sua apresentação nas atitudes dos jovens e na formação do ser; na área Intelectual ouvimos o prof. Fernando Ribeiro, professor na Universidade do Minho, que jogou com o desenvolvimento do raciocínio e a capacidade de inovação; finalmente, na área Social tivemos a presença da dra. Paula Oliveira, vereadora da Câmara Municipal de Guimarães, que nos ajudou a compreender a amplitude da ação social que os tempos de hoje exigem. A apoiar estes oradores tivemos uma equipa de moderadores que em muito contribuiu para o debate que se seguiu à exposição inicial.

foto
Na segunda parte da tarde reunimos em plenário para a área Espiritual onde assistimos a um filme “Corpo Celeste” que trata a temática da vida de uma comunidade, da preparação dos seus jovens para o Crisma e das relações que se tecem neste ambiente. Como pano de fundo, a protagonista vai crescendo e vivendo as angústias e contradições próprias da sua idade. No final da exibição houve tempo para debate com o pe. Vitor Novais, Reitor do Seminário mmior de Braga e com a Irmã Fabrizia Rabuzo, membro da equipa de formação do Seminário maior de Braga e professora na Universidade Católica.
À noite, já com a presença dos chefes nacional, Norberto Correia, e chefe regional, Hugo Cunha, foi tempo de apresentação das ideias para o futuro. Como nota introdutória o dr. José Lopes, quadro do CTT, falou-nos de motivação e gestão de equipas. Seguiu-se a apresentação das ideias, limitadas a 5 minutos por palestrante. Foram bem variadas na forma e no conteúdo o que deixou os participantes muito motivados para uma reflexão aprofundada sobre elas em momento oportuno.
O chefe de núcleo adjunto, Alexandre Novais frisou a esta reportagem, já no final dos trabalhos, a satisfação pelos objectivos amplamente atingidos e a satisfação por se ter cumprido em pleno, e com visível sucesso, os actos celebrativos dos 90 anos do escutismo em Guimarães e Vizela.
No final da noite, após os discursos da praxe por parte dos chefes nacional, regional e de núcleo, houve ainda tempo para uma singela homenagem aos membros da equipa da Junta de Núcleo de Guimarães que terminará o seu mandato nos inícios de 2015. E foi com satisfação bem visível no rosto dos participantes que se deu por encerrado este Seminário com a oração da noite presidida pelo assistente de núcleo, Pe. Samuel Vilas Boas.

Alexandre Novais

Email do Jornal: jornal@oconquistador.com
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.
Dom DigitalProduzido por ardina.com,
um produto da Dom Digital.