Arquivo: Edição de 15-11-2013

SECÇÃO: Região

Apresentação do órgão de tubos restaurado
Colegiada de Nossa Senhora da Oliveira

Após várias décadas de silêncio, o órgão de tubos da Igreja da Colegiada de Nª Srª da Oliveira de Guimarães encontra-se pronto a soar e a continuar a missão para a qual foi concebido. Este instrumento com 2 manuais e 2a229 tubos distribuídos por 51 meios-registos foi encomendado pelo Cabido da Colegiada ao organeiro vimaranense Luís António de Carvalho em 1831. Refira-se ainda que se trata de um instrumento ibérico na linha dos outros que a Colegiada sempre possuiu e com base num Flautado de 24 palmos (que só encontra par no Norte de Portugal nos órgãos ibéricos da Sé de Braga e no órgão de São Bento da Vitória no Porto).
A recuperação deste instrumento sendo iniciativa da Colegiada, na pessoa do Dom Prior, foi apoiada por fundos comunitários no quadro ON2; além do instrumento e da sua caixa foi intervencionada a tribuna.
A apresentação deste instrumento decorrerá no próximo dia 6 de dezembro às 21h30, com um concerto de órgão interpretado pela organista Monika Henking (Luzern – Suiça) e com a colaboração de 2 coros da cidade. Além de diversa música europeia da época será possível ouvir em primeira audição moderna um Salmo para coro e órgão obligato agora transcrito dos Arquivos Musicais da Colegiada, que se encontram na Sociedade Martins Sarmento.

Email do Jornal: jornal@oconquistador.com
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.
Dom DigitalProduzido por ardina.com,
um produto da Dom Digital.