Arquivo: Edição de 22-03-2013

SECÇÃO: Generalidades

Opiniões que Valem
Quem disse? (53)

foto
Frequentemente, pergunto-me quem sou, o que sou e para onde vou. Quanto mais vezes o faço, mais me perco e, quanto mais me perco, mais procuro achar-me.

A liberdade (em Portugal) foi substituída pelo medo e a fraternidade pela desconfiança e isolamento.

Aquele que sabe modelar a alma dos jovens, considero-o mais excelente que um pintor ou escultor.

Os professores não devem transmitir aos alunos simples pedaços de conhecimentos; mas oferecer uma síntese, proveniente da fé e da visão cristã do mundo.

Quando o homem tem sangue mau, aparecem-lhe no rosto erupções da pele. Horríveis são as erupções que brotam do rosto da sociedade actual.

Nos séculos passados a fé cristã era julgada sobretudo na base da sua verdade eterna, da sua doutrina, dos seus mandamentos. Mas hoje está-se muito absorvido pelo humano. Neste século de pouca fé e incredulidade largamente difundida, julga-se o cristianismo pelos cristãos.

A pátria é, geralmente, o que forem os seus intelectuais. Se nela predominam os mestres corruptores, é uma pátria doente a caminhar para o abismo.

Uma palavra boa semeia vida. Meia palavra negativa mata. Uma palavra má é veneno. Uma boa palavra multiplica a esperança.

A humildade não consiste em negar as nossas qualidades naturais ou sobrenaturais. Estas são dons divinos que é preciso fazer frutificar, talentos que é necessário fazer render.

Há muitos anos que me pergunto quem sou. Quanto mais me pergunto, menos sei quem sou. O que penso que sou não é o que sou.

Ao contrário do que erradamente se afirmou no passado, quanto mais a verdadeira ciência progride, mais descobre Deus.

Artur Soares
(soaresas@sapo.pt)

Outras Notícias

Outras Notícias da secção Generalidades
· SER SAÚDE
· Fé e sociedade

Email do Jornal: jornal@oconquistador.com
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.
Dom DigitalProduzido por ardina.com,
um produto da Dom Digital.