Arquivo: Edição de 10-10-2008

SECÇÃO: Região

Antonino Dias Pinto de Castro

Porque muito debilitado desde há cerca de dois anos, não foi com grande surpresa, mas certamente com muita emoção, que foi acolhida, no passado dia 25 de Setembro, a morte de Antonino Dias Pinto de Castro.
Admitindo que ao património das famílias e das comunidades pertencem de modo especial as pessoas, à primeira vista cabe dizer que a morte deste cidadão, Guimarães ficou mais pobre. Visto, porém, por outro ângulo, bem podemos afirmar que a Comunidade ficou mais rica, porque detentora do fruto dos seus trabalhos e incansável dedicação.
No invejável curriculum de Antonino Castro sobressai o fundador e director do jornal Notícias de Guimarães e provedor da Santa Casa de Misericórdia de Guimarães. Nesta imagem de marca esteve sempre este homem a sentir e minorar muitas situações de pobreza. Quem não se lembra das campanhas de Natal do Notícias de Guimarães e da presença assídua e personalizada no hospital de Santo António dos Capuchos e dos outros lares da Misericórdia?
O seu jornal que ele ininterruptamente editou durante três quartos de século é uma referência incontornável para o conhecimento da sociedade vimaranense e, por isso, fonte privilegiada para o estudo da história local.

foto
Muito jovem ainda, dezoito anos, colaborou em vários jornais, como o Comércio de Guimarães, o Século, Jornal de Notícias, Diário de Lisboa, Diário Popular e Primeiro de Janeiro, fundando também em 1927 o jornal a “Penha”, com a intenção de defender os interesses e as belezas da Montanha. Em 1932, com apenas 23 de idade, sozinho, iniciou a publicação do Notícias de Guimarães.
Foi membro da Mesa Da Irmandade de N.ª S.ª do Carmo da Penha; presidiu por três vezes à Direcção do Rotary Clube de Guimarães; foi presidente do Conselho Municipal de Guimarães; foi Director da Associação dos Antigos Estudantes do Liceu de Guimarães, da qual é Sócio Fundador.
Pertenceu à Direcção do Grémio do Comércio de Guimarães e foi Presidente das Comissões que promoveram as Festas Gualterianas, entre os anos de 1969 e 1973.
Presidiu à Assembleia Geral do Lar de Santo António durante alguns anos e fez parte da Comissão Promotora do Congresso Histórico “Guimarães e a sua Colegiada em 1979”.
É Sócio Benemérito da Sociedade Protectora dos Animais; Sócio Honorário da Associação Fúnebre Familiar Operária Vimaranense; Sócio Honorário do Vitória Sport Clube; Sócio Honorário da Sociedade Martins Sarmento; Sócio Benfeitor do Instituto Português de Antropologia e, pelos serviços prestados, o jornal de que é Director, foi nomeado Sócio Benemérito da Liga dos Combatentes da Grande Guerra.
Foi Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Guimarães (1972-1996) da qual é Irmão Honorário. É também Irmão Honorário da Santa Casa da Misericórdia de Londrina e Irmão Benemérito da União das Misericórdias Portuguesas, instituição que ajudou a fundar.
Como Provedor, deu grande impulso à Santa Casa da Mi-sericórdia de Guimarães, fundando o Lar Rainha D. Leonor e o Lar Emídio Guerreiro. Reestruturou o Lar de Do-nim e reactivou o Acolhimento das Trinas e de “S. Paio”. Foi Prior da Ve-nerável Ordem Terceira de S. Do-mingos; Juiz da Irmandade de S. Gualter e membro da Comissão Instaladora da Fraternidade Nun’Alvares.
É Comendador da Ordem de Malta e por ocasião das Bodas de Ouro do seu jornal, recebeu de S.S. o Papa João Paulo II a bênção especial. Em 9 de Dezembro de 1987, foi recebido em audiência especial por João Paulo II.
Recebeu a Cruz de agradecimento louro da Junta Núcleo de Guimarães do Corpo Nacional de Escutas.
Em 1994, no mês de Junho, e em sessão solene realizada no Paço dos Duques de Bragança, recebeu a Medalha de Ouro da Cidade.
Em 10 de Junho de 2005, nas comemorações do Dia de Portugal realizada em Guimarães, foi condecorado pelo Presidente da República, Dr. Jorge Sampaio, com a Ordem de Mérito – Grau Comendador.
 Antonino Dias Pinto de Castro nasceu na Praça de São Tiago, Oliveira, Guimarães em 9 de Dezembro de 1909.

Email do Jornal: jornal@oconquistador.com
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.
Dom DigitalProduzido por ardina.com,
um produto da Dom Digital.