Arquivo: Edição de 10-11-2006

SECÇÃO: Informação Religiosa

Semana dos Seminários

A Semana dos Seminários que decorre de 12 a 19 de Novembro, é para as Dioceses de Portugal ocasião para propor às comunidades cristãs que dirijam o olhar, o coração, mas também, a inteligência para estas outras comunidades eclesiais educativas e formativas onde vivem os que se preparam para o Sacramento da Ordem.
O que está em causa nesta semana afecta a vida pessoal de cada cristão, enquanto que, da nossa oração, do nosso apoio e da nossa acção e testemunho depende a receptividade e a sustentabilidade daqueles que receberam ou estarão para receber o apelo e o dom à vocação sacerdotal. Todos são chamados por Deus, sabemo-lo pela fé. Mas, é de verificação empírica, que são ainda muito poucos os que são chamados pelos homens. Menos ainda, os que os acompanham. Não estarão aqui as razões para que poucos respondam?
Afecta igualmente a vida comunitária, enquanto que, o ministério presbiteral é insubstituível para as comunidades cristãs. Por isso, estas devem questionar-se acerca da disfunção orgânica, isto é, que nelas se dê a abundância de dons e carismas para uma multiplicidade de serviços mas, no entretanto, não surjam no seu seio algum ou alguns que voluntariamente se disponham a traduzir a sua fé em opção pelo sacerdócio, resposta ao apelo para viver o seguimento de Jesus como padre.
A palavra de Deus, dar-vos-ei pastores segundo meu coração, deve encher-nos de esperança para este desafio da hora actual da Igreja, se confiamos na promessa e iniciativa de Deus que continua a chamar pessoas que colaborem com Ele para realizarem o Seu plano. A primeira acção há-de ser sempre a súplica orante. O coração do Senhor da Messe não há-de ficar insensível quando vir as comunidades cristãs a cumprirem as ordens do seu Filho.
Precisamos ainda de confiar que os jovens hoje são sensíveis à Palavra de Deus e têm possibilidade de a interpretar como orientação válida e significativa para as suas vidas e opções. Muitos dos seus modos de viver, preocupações e valores traduzem sintonia com o essencial do Evangelho. Se o maior dom do amor de Deus é fazer-nos amar como Ele ama, precisamos reaprender a linguagem do Evangelho que ama e a linguagem dos jovens que escutam, e falar ambas numa operação eficaz de tradução.
No III Fórum Nacional das Vocações no passado mês de Outubro, em Fátima, com o tema: Paróquia - Lugar Vocacional, o Pe. Amedeo Cencini reavivou-nos a verdade de que embora a tarefa de chamar diga respeito a todos os cristãos, no âmbito paroquial, o pároco tem um lugar de primazia. Dizia o Pe. Cencini: ''os jovens têm uma necessidade extrema de coerência e de modelos de vida'', é natural que olhem de modo especial para o seu pároco com vista a encontrar nele o modelo que procuram. Dizia ainda que ''a relação é o lugar sacramental do chamamento''. A relação que o pároco consiga estabelecer com os jovens é propícia para lhe sugerir novos horizontes e, quem sabe, lançar o desafio a alguns para que um ou outro possa acolher a ideia do sacerdócio.
Mas se a Semana dos Seminários é uma oportunidade singular para fazer, nas paróquias, pastoral vocacional específica, estamos a ver que ela não esgota o que deva ser feito com carácter permanente. Assim, de forma sintética e esquemática, deixam-se algumas propostas práticas:
Pressuposta uma pastoral das crianças, impõe-se trabalhar com os jovens em idades especialmente fecundas como sejam as de mudança de ciclo vital e existencial.
Criar equipas de pastoral vocacional nas paróquias que dinamizem a comunidade e os principais educadores da fé para que os itinerários formativos conduzam à opção vocacional.
Tornar visíveis e acolhedores lugares vocacionais, serenos e alegres, onde se faça experiência de encontro com Jesus e onde seja possível fazer discernimento vocacional.
Promover o contacto dos jovens com experiências de sofrimento humano que sejam semente de verdadeiro seguimento.
Cuidar a formação permanente dos colaboradores principais da pastoral vocacional para que descubram, em cada dia, sabores novos na sua vocação e se decidam, sem medo, a comunicar o dom que levam em vasos de barro.

Pe. Jorge Madureira,
Secretário da Comissão Episcopal Vocações e Ministérios

Email do Jornal: jornal@oconquistador.com
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.
Dom DigitalProduzido por ardina.com,
um produto da Dom Digital.