Imprimido em 15-12-2018 07:35:54
Jornal O Conquistador
Edição de 27-04-2007
Versão original em: http://www.oconquistador.com/index.asp?Action=noticia&id=2656&idEdicao=114&idSeccao=673

SECÇÃO: Desporto

Foto
VSC - 85 anos
1924/25
O principal problema do Vitória voltava a ser o campo de jogos. Menos de um ano depois da inauguração, o proprietário da Quinta onde o Campo Zé Minotes se erguia decide construir a sua vivenda e manda o Vitória sair.
Em consequência, o Vitória em 24/25 não concorre ao campeonato distrital. A nova direcção trabalhou intensamente na construção de um novo campo de jogos e em 7 de Junho de 1925, ele era inaugurado.
Foi denominado "Campo da Perdiz" e situava-se junto ao cemitério da Atouguia, em terreno hoje fronteiro à circular urbana, onde recentemente esteve instalada uma sucata de automóveis. Foi lá que mais tarde esteve instalada a praça de touros de Guimarães e, futuramente, será lá edificado um condómino fechado.
O jogo da inauguração foi um Vitória/Famalicense que os vitorianos venceram por 2-1. Entretanto o Vitória constituía pela primeira vez, a sua equipa de Infantis que viria a conquistar para o clube o seu primeiro título distrital.

1925/26
Em 1925/26 o Vitória voltava a participar no campeonato distrital resolvido o problema do campo de jogos. Na primeira jornada, o Vitória jogava em Braga e empatava 1-1, onde já alinhava um nome que anos mais tarde, viria a ser uma das glórias do Vitória - Alberto Augusto.
O capitão e treinador do Vitória é Joaquim Couteiro. Porém em jogos seguintes é copiosamente derrotado pelo Sp.Braga que volta a ser campeão distrital. Em 1926, inicia-se em Guimarães, um movimento para a fusão do Vitória com o Atlético Clube de Guimarães, o que se viria a concretizar com a aprovação das Assembleias Gerais dos dois clubes.
Durante algum tempo, porém, passa um período de confusão em que o novo clube se denomina Foot-Ball Club de Guimarães e Sport Clube de Guimarães. Registe-se, neste período, que as "guerras" na A.F.Braga começaram, ainda na época 25/26 quando de um jogo em Infantis Vitória/Braga, disputado nas Taipas, que o Braga venceu, mas que o Vitória acusava o seu adversário de ter jogado com atletas de idade superior.

1926/27
No início da época 26/27, é recuperado o nome de Vitória Sport Clube pela conveniência da anterior filiação na A.F.Braga e na continuidade da disputa dos campeonatos distritais. Em 21 de Novembro de 1926, inicia-se novo campeonato ao qual já concorria o Vitória Sport Clube, depois de ter realizado vários jogos de início de época com o nome de Sport Clube Guimarães.
O Vitória perdeu por 3-0 com o Braga com uma equipa já nova em relação às anteriormente citadas: Carneiro; Evaristo e Benjamim; Salgado, Ornelas e A.Costa; Camilo, M.Ferreira, Constantino, Hermínio e Albano. Em Infantis, porém, venceu por 2-0, um primeiro anúncio do título que viria a conquistar nessa categoria, nessa época, e que seria o primeiro do historial do clube. 1926 é, porém, o ano de mudanças políticas importantes no país. Triunfa a Revolução Nacional que saíra de Braga a 28 de Maio.
Braga vai ter a recompensa, Guimarães a indiferença do novo poder político. Em Fevereiro, o Vitória ganhava o campeonato distrital de Infantis. Para a história, a equipa que disputou o último jogo: Teles; Claro e Firmino; João Passos, A.Freitas e Sousa; Branco, Virgílio, Ribeiro, Adelino e Ferreira.
O capitão da equipa é João Passos que anos mais tarde viria a ser o primeiro árbitro de Guimarães no quadro nacional. O campo da Perdiz desaparece e há uma interrupção desportiva durante anos.
Há, apenas uns jogos particulares disputados nos campos dos adversários mas, de novo, com a denominação de Sport Clube Guimarães. A crise dura até 1931.

(continua...)

© 2005 Jornal O Conquistador - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt

Fechar